sexta-feira, dezembro 31, 2004

Reveillon

Enquanto lia o último livro que o meu irmão esteve a ler, a Odisseia de Homero, lembrei-me da passagem de ano, não sei bem porquê... Aquele pessoal todo junto, já com os copos, a fazer a contagem decrescente aos berros e que mais parecem gritos de dor.
«10... 9... 8... 7... 6... 5... 4... 3... 2... 1... 0! Bom ano novo! Heeeeeeeeeeei!»
Como seria na era dos romanos?
«X... IX... VIII... VII... VI... V... IV... III... II... I... e agora? Como é que se diz o ZERO em romano, ó camandro*!?» e com esta última posta de 2004 vos desejo a todos:

Bom Ano Novo!

Tchim tchim...


*sim, sim... os romanos já diziam camandro...

quinta-feira, dezembro 30, 2004

Alexandre, o grande quê?

Ontem tive a infelicidade de ir ver um filme mau ao cinema. Fui ver o Alexander (para quem não foi ver o filme e tenciona ir, não continue esta leitura corrosiva) e digo o seguinte:
"Os tipos que fizeram aquele filmes das duas uma: Ou são paneleiros ou são panões!"
Digo isto sem querer ofender a comunidade homosexual, porque não tenho nada contra eles. O que me incomoda são as mariquices que nada tem a ver com preferência sexual. Temos bons exemplos disso cá em Portugal. Essas paneleiragens é que tiram um tipo do sério. O filme do Alenxandre devia ter sido filmado de outra prespectiva. Já sei que naquele tempo os gregos tinham as orgias e essas merdas e que se perdiam um bocado por lá. Mas aquele filme põe uma pessoa homofóbica. A relação entre o Alexandre e o Hefaísto enoja qualquer pessoa. Faz-me lembrar a relação entre o Frodo Baggins e o Sam Gamgee no Senhor dos Aneis. Será que é alguma moda que se está a iniciar?
Não dá para acreditar que uma lenda como o Alexandre tenha sido um grande maricão que foi passear com os seus amiguinhos para longe da mãmã (que era bem boa!) porque o mandava acasalar com meninas para poder expandir o seu reinado por mais uns anos.
«Ai que maçada! A mãe está sempre a dizer que devo stickar com meninas. Já não a suporto mais. Vou "conquistar" o resto do mundo e como o que bem me apetecer...»

quarta-feira, dezembro 29, 2004

au naturelle

Após um dia de estudo, resolvi ir ao fim da tarde ao ginásio desenferrujar os músculos. Fiz o programa que o gigante do monitor que me foi nomeado planeou. Baldei-me, como de costume, a alguns exercícios que acho uma seca descomunal e tentei ser rigoroso, às vezes até demasiado esforçado, em relação aos outros exercícios. Enquanto estou a completar aquelas pequenas rotinas entediantes, fico sempre a passear a minha mente por outro lugar. Normalmente quando isso acontece os meus olhos tendem ou a ficar demasiado fixos num ponto qualquer do vazio ou então a vaguear pela paisagem à procura de algo que chame à atenção da mente. Comecei a reparar na quantidade de pessoas que aparentam ir para o engate quando vão ao ginásio. Isto acontece principalmente aos fins de tarde, todos os dias segundo o que me pareceu. Naturalmente, há algumas pessoas que não escondem minimamente esse facto, pavoneando-se enquanto fazem o seu exercício au naturelle*, enquanto outras fazem questão de serem um pouco mais discretas quanto aos seus dotes fisicos. Acho que as pessoas devem ir o mais confortável possível para a prática da actividade física que pretendem fazer, mas devem fazê-lo sem perturbar a concentração dos outros. Tal como existem avisos com inúmeros assuntos naquele ginásio, acho que deveriam ter um que dissesse algo do género:
"Se não vai usar roupa interior, não use roupa justa!"
Tem que haver limites! Aquilo às vezes parece que estou a fazer exercícios e a ver o National Geographic ao mesmo tempo. Corro pela selva fora enquanto vejo os animais em plena corte na época do acasalamento pelo meu retrovisor gigante...




*au naturelle - estar vestido com calças ou calções justos e sem roupa interior, mostrando completamente as suas curvas mais intímas. (expressão criada por Pribs, após vislumbramento de uma pessoa nesse estado)

terça-feira, dezembro 28, 2004

Mariah?

Pronto, para variar trago-vos hoje mais uma delicia descoberta por acaso. Navegando pela internet à procura de algo, segui a lei do costume e acabei por encontrar outra coisa que não estava minimamente relacionada. Valeu a pena pois encontrei a versão americana da revista Maria. Fabuloso!

Exemplo fantástico:

"I like to picture my boyfriend as Anthony Hopkins from "Silence of the Lambs" while he's eating me out, and this really turns me on. Is this a bad thing? Kathy, A & M

Kathy, That's some fucked up shit, girl.
Nah, I'm just kidding. To be honest, yeah, personally I think that is kind of strange and kinky (not to mention original), but there's nothing wrong with kinky, as long as nobody gets hurt. Fantasizing about a cannibalistic serial killer going down on you may be your way of indulging the darker side of your sexuality, flirting with danger, madness, and the desire to be consumed in the ultimate manner. If it gets you off, I see no harm in it. It's a safe way to explore those aspects of your psyche and sexuality. Some people like to fantasize about vampire scenarios, and it's very similar.
Just one question: do you make your boyfriend wear one of those hockey mask things? Probably not - that would make oral a little challenging."

segunda-feira, dezembro 27, 2004

rescaldo do Natal

Toda a gente faz o balanço das prendas que recebeu, de quem as recebeu, etc. Dos miúdos então nem se fala! Esses são os seres mais cruéis que existem em épocas de troca de prendas. Massacram tudo e todos enquanto não recebem as suas "merecidas" prendas. Estas pequenas pestes borrifam-se para o espírito natalício com a obsessão das prendas.
Para mim o Natal é o almoço de dia 25. Aquele almoço do peru preparado pela minha avó e orientado pelo meu avô, claro! É a parte do Natal que mais anseio durante o ano e acho que não sou o único da família.

Como vêm tem um aspecto espetacular, no mínimo

domingo, dezembro 26, 2004

Top 5 SMS de Natal

Para variar as redes móveis neste Natal estiveram entupidas. Eram os telefonemas, os SMS, os MMS e o camandro para desejar bom Natal a todos os que nos eram mais queridos. Algumas mensagens ficam maracadas pela originalidade de segundos, pois quem recebe provavelmente também a acaba por enviar a alguém e esse alguém fará o mesmo. O que me leva a concluir que as mensagens serão distribuidas numa questão de horas pelo mundo.
De qualquer das formas, na esperança que ainda não tenham visto todas, aqui ficam aqui as que merecem ficar no meu TOP 5:

"É já incontornável a figura amarela com penas e algo balofa, que nos vem melodicamente assaltando as casas todos os Natais. A hegemonia do Pai Natal esta prestes a acabar! Viva a Leopoldina! BOM NATAL!"

"Natal? Sininhos? Anjinhos? Peru? Azevias? Amor?... Ganda tanga! A malta quer é sexo e BOAS FESTAS no corpo todo!"

"Que as sacanas das renas se despistem, que o cabrão do Pai Natal bata com os cornos num pinheiro e que as prendas caiam todas à tua porta! BOM NATAL para ti e para todos os que te são queridos"

"Este ano come mais batatas. Ass: O bacalhau. FELIZ NATAL!"

"Este ano o canal História oferece-lhe uma prenda com nostalgia neste Natal: Os jogos do benfica na UEFA... do tempo do Eusébio! FELIZ NATAL!"

sexta-feira, dezembro 24, 2004

Boas festas! Ho Ho Ho!

Aqui deixo o meu desejo de Boas Festas a todas as pessoas a quem ainda não me lembrei, nem hei de ligar a tempo:


FELIZ NATAL!

(Ou em americano: Merry Xmas!)

quinta-feira, dezembro 23, 2004

Extra! Extra! Read all about it!

Para aqueles que não conseguiram ver a famosa entrevista podem-na sacar aqui, graças aos esforços heróicos e sobre-humanos da Terese Marie que esteve acordada até às tantas da matina à espera! Claro que no dia seguinte deu à hora do almoço, mas pronto...

última da hora

Acho imensa graça à quantidade de pessoas que deixa as prendas de Natal para a última da hora. Alguns por razões de trabalho, outros porque não tiveram mesmo tempo e outros por puro e simples desleixo. É ridículo o mar de gente que se vê em direcção aos shoppings nesta última semana antes do Natal.
Estacionar o carro? Esquece, mais vale ir a pé! Ficas meia hora para arranjar um lugar que nem é bem um lugar e que se aparecer a policia te multa de certeza. Quando entras no shopping e vês aquela malta toda a ir em todas as direcções até ficas desorientado. Finalmente entras numa loja depois de teres nadado contra a corrente pelos corredores, vez um artigo que queres oferecer a alguém e te aproximas da caixa reparas que existe uma fila de aproximadamente 10 pessoas. Gramas a espera mais uma vez até que finalmente és tu a ser atendido. Tiram o preço do artigo, perguntam se é tudo, se desejas embrulhar o artigo perguntam-te como dessejas pagar. De repente, sentes um arrepio pela espinha dorsal e começas a ter uns flashes da tua carteira pousada na secretária lá de casa... Nããããããããããããããããããããããããoooo!

Espero com este post ter desencorajado muitas pessoas a irem às compras para ver se diminuo a afluência aos centros comerciais e se me despacho mais depressa nas intermináveis filas de espera.

quarta-feira, dezembro 22, 2004

Faltam 2 dias!

Mudando de assunto drásticamente, revendo os últimos posts, resolvi vir finalmente mandar a minha posta Natalicia. Esta não vai ser mais uma posta a criticar a época de Natal por cada vez se estar a tornar mais uma época comercial sem espírito de união algum. Acho que esse tema está mais do que batido e estou farto de ler e ouvir falar sobre isso.
Venho apenas deixar uma carta que o Pai Natal recebeu no Polo Norte e não deve ter dado grande importância. Acumulando estes problemas às fotografias tiradas pelo radar da PSP... Parece que este ano não lhe vai ser permitido fazer a sua habitual ronda.

terça-feira, dezembro 21, 2004

os tês

Quantos tipos de sexos é que há afinal? Começo a achar que devem haver mais do que só os dois que aprendi quando comecei a aprender a lingua portuguesa. Entretanto os alemães já deviam estar a prever que ia acontecer algo deste género e já utilizam três tipos de artigos (O masculino, feminino e o neutro) há bastante tempo. Para além do feminino e do masculino ainda temos as seguintes vertentes: travesti, transformista, transgénero, transexual, drag-queen e cross-dresser. Destas expressões algumas têm o mesmo significado. Sei que travesti é o mesmo que cross-dresser e que também é o mesmo que drag-queen. Agora transformista não sabia o que era por isso resolvi pesquisar.
A palavra travesti refere-se ao traje, ou seja, disfarce no trajar, pessoas que se vestem com roupas do sexo oposto, tra-vestir-se. Então é travesti, a pessoa que apenas, se veste com roupas do sexo oposto, é o transformista, é a drag-queen e o cross-dresser.
O prefixo latino Trans refere-se a transitar, transformar, ir além de. Então é transexual, a pessoa que transforma o seu genital, é a pessoa que recorre a cirurgia para a mudança de sexo. Trans-sexual. Como referi antes, a palavra trans quer dizer transitar. Então é trans-género, a pessoa que muda de um género para o outro, é a pessoa que transforma seu corpo, que pode ser do género masculino para o feminino, ou ao contrario. O transexual não deixa de ser um transgénero, pois além de mudar de sexo, ele também mudou de género.
Estas vertentes acabam por nos levar a algo chamado de androgenia, que é utilizado por muitos fashion designers (sim, como a Edna) para misturar traços femininos com masculinos levando-nos a uma confusão permanente de géneros.

segunda-feira, dezembro 20, 2004

as voltas que a vida dá

Da geração de 1981 para baixo quem se lembra da série dos marretas? Quem não se recorda do famoso casal Cocas e Miss Piggy? Fiquei muito triste ao descobrir que a vida não lhes anda a correr bem. O espetáculo deles já fechou há muito tempo e tem que fazer o que quer que seja para se ganhar dinheiro. Por isso alguns entraram no mundo da pornografia*.


* (Atenção, só para maiores de 18 anos.)

domingo, dezembro 19, 2004

Faça você mesmo!

É engraçado ver o que inventam aquelas pessoas que tem a mania de fazer tudo pelas suas próprias mãos só para não gastarem mais uns trocos. (Acham que são como o MacGyver que com uma cotonette e umas cascas de laranja constrói um centro comercial no meio da selva.) Há aqueles que até são mais ou menos jeitosos e há aqueles que só fazem figura de pateta. O problema é que não se limitam a fazer asneiras só num campo, fazem reparações na casa, obras, etc...
Após uma visita mais extensa a um site que já mencionei aqui, reparei que houve alguém que levou esta ideia do faça-você-mesmo demasiado longe e descobri um link sobre como fazer brinquedos sexuais caseiros, para menino e menina. Os cartoons são de rir! :)

sábado, dezembro 18, 2004

mas...

Apesar do que referi ontem a preferência sexual que respeito menos, é a bissexual que não acho que seja bem uma preferência. Essas pessoas fazem parte daquele tipo de pessoa que comem qualquer coisa, tanto lhes faz e isso enerva-me. Imagino que seja bastante possivel acontecer o seguinte:
«Qual das raparigas é que estás a curtir mais? Mais vale escolhermos já para não criar futuras complicações.»
«Tanto faz. Escolhe tu.» - Entretanto aparece um amigo deles e mais um amigo delas...
«Olha afinal aquela gaja fica para o Raúl que está mais fisgado nela, tu nem parecias muito interessado.»
«Não faz mal. Fico com o amigo delas. Qualquer coisa serve.»

sexta-feira, dezembro 17, 2004

desigualdades

"Se um homem apalpa o rabo a uma mulher e ela de seguida lhe bate, ela está a defender os seus direitos. Se um homem é apalpado por outro homem e a seguir lhe bate, é acusado de ser homofóbico e preconceituoso." - É curioso no mínimo, esta discrepância de visão entre duas situações que são práticamente iguais. Aposto que quase todos os homosexuais concordariam que isto seria o mais provável de acontecer. Às homosexuais nem pergunto, pois quantas histórias já não ouvi de embalamentos* que deram a rapazes por ele fazer algo parecido?


* coça, porrada, etc

quinta-feira, dezembro 16, 2004

Enlíbidado

A líbido tem uma força extraordinária! Com ela, qualquer animal atrai e domina outro animal do sexo oposto... Algo que, no caso dos humanos, deixa o/a parceiro/a constantemente em pânico. A líbido joga com a mente de qualquer pessoa, por muito honesta e boa que ela que seja. Basta um olhar:

Nesse preciso momento, em que a líbido nos deixa atordoados, é a fidelidade que deve entrar em acção. A fidelidade é o nome do esforço inacreditável que as pessoas fazem para se contentarem só com uma pessoa. Seja essa pessoa, uma mulher tal e qual a Xeronstóne ou um homem perfeito, bem vestido e com a braguilha aberta a mostrar o seu trabuco. (Algo que me faz lembrar o ditado: "Gaiola aberta, passaro morto...")

Ainda há alguns rapazes que não compreendem como é que um professor, que é interrompido durante uma aula teórica, deixa o que estava a fazer, (ou seja, a dar a aula) para tirar dúdivas a só uma aluna em particular, deixando assim os outros sessenta alunos espécados a olhar para o balão durante vinte minutos...

quarta-feira, dezembro 15, 2004

Reabilitação de um dia mau

Noutro dia escrevi algo sobre das leis de Murphy, mas esqueci-me de enunciar alguma. Hoje mostro uns exemplos...
Para recuperar de um dia mau, não há nada como rir de mim mesmo e a maneira mais eficaz é reencontrar-me nas leis pessimistas de Murphy.
Experimentem:

Lei da administração do tempo:
Tudo leva mais tempo do que todo o tempo que você tem disponível.

Lei da procura indirecta:
O modo mais rápido de encontrar uma coisa é procurar outra.
Você sempre encontra aquilo que não está à procura.

Lei da gravidade:
Se você consegue manter a cabeça enquanto á sua volta todos estão perdendo a deles, provavelmente você não entende a gravidade da situação.

Lei da experiência:
Só sabe a profundidade da poça quem cai nela.

Lei da queda livre:
Qualquer esforço para agarrar um objecto em queda provocará mais destruição do que se deixássemos o objecto cair naturalmente.
A probabilidade do pão cair com o lado da manteiga virado para baixo é proporcional ao valor do carpete.
O gato cai sempre em pé, não adianta amarrar o pão com manteiga nas costas do gato e atirá-lo para a carpete o gato comerá o pão antes de cair em pé.

se quiserem ler mais algumas destas leis para recuperarem do vosso dia, podem ler aqui

terça-feira, dezembro 14, 2004

Jogos da criança

Lembram-se de todos aqueles jogos que jogamos quando eramos mais novos? Caçadinhas, peste, escondidas, quarto escuro...

Agora pelo que sei há um novo jogo que se consiste no seguinte:
ao ver passar um Smart a primeira pessoa a dizer

SMART-STOP!!! ganha.

domingo, dezembro 12, 2004


A taça é nossa!

sábado, dezembro 11, 2004

praxes

Acho que a praxe é para quem quer participar nas actividades académicas mais intensivamente e quem quer ser integrando num meio social académico, que não é o meu, felizmente. Compreendo que muita gente tenha um comportamento excessivo durante esses momentos de praxe por se achar mais poderoso que outros nessa situação. É também compreensível que de vez em quando alguém risposte e mostre onde são os limites da brincadeira, mesmo que isso implique inflingir danos pessoais.
Na Suécia, país recentemente visitado por dois membros deste blog, existe uma tradição na despedida de solteiro, onde é costume os amigos do noivo prepararem a despedia e várias partidas para o noivo. Esta é a história de um tipo que deve ter provavelmente espancado os amigos nesse mesmo dia.

sexta-feira, dezembro 10, 2004

O famoso

De certeza que vocês já o viram em qualquer filme, videoclip, notícia ou algo assim. Ele é o mais famoso Pornstar de sempre, Ron Jeremy! Este tipo é quase, ou até é mesmo, o ídolo de muitos jovens americanos. É aquele finório que não se sabe o que é que ele tem de especial, mas o certo é que tem sempre um gata ao lado dele a qualquer lugar que ele vá (que pelo que parece tenciona fazer mais algo com ele). Tornou-se uma celebridade americana à custa dos seus filmes pornográficos e agora é um dos grandes magnatas da pornografia. Até há um documentário da vida dele com o nome "Porn Star: The Legend of Ron Jeremy" que vos aconselho a ver por ser bastante engraçado. Compreendo que ele diga nesse documentário que não pode desistir da vida dele. Há muitas pessoas que o vêm como um ídolo e se ele abandonasse isto tudo, tornar-se-ia numa desilusão para todos. Os amigos dele que aparecem nesse filme perguntam quem é que estaria disposto a deixar de estar rodeado de belas mulheres nuas todos os dias. Ninguém, claro! Principalmente se conseguiu chegar até lá!

Reflectindo um pouco mais sobre a vida de um pornstar depois de ter visto o documentário, chego à conclusão que é um emprego ingrato e mal pago. É legal ser-se actor porno, é legal vender os filmes, mas é ilegal fazer os filmes! As actrizes ganham muito mais que os actores. É muito mais difícil conseguir/manter uma erecção do que ficar lubrificada. Onde está a igualdade de direitos aqui?

quinta-feira, dezembro 09, 2004

O que é isto?

Será que os aeroportos portugueses tencionam fazer um a sequela do filme The Terminal? Se continuarem a barrar todos os brasileiros que entram em portugal estão-se a habilitar a isso.
Pelo que parece, muitos dos brasileiros que chegam a Portugal são entrevistados pelo SEF (Serviços de Estrangeiros e Fronteiras) e humilhados pelos mesmos, sendo as mulheres brasileiras invariavelmente "confundidas" com prostitutas. Mas que falta de educação é essa, pá? Que não os deixem entrar, tem de ser aceite, mas daí a insultar as pessoas e a julgar a sua moral é uma função que não vos compete! Que cambada...

quarta-feira, dezembro 08, 2004

É hoje que o meu irmão vai aparecer na televisão a dar a tal entrevista. Estejam atentos ao canal 4 a partir da meia-noite. Desculpem o aviso ser tão em cima da hora, mas acabaram de me ligar a avisar.

Temos equipa!


Equipa Andamento

Finalmente conseguimos ser três a participar numa prova de atletismo e completar a equipa Andamento. Hoje percorremos a volta a Paranhos e os tempos não foram maus. Domingo teremos de dar uma cavazada àqueles velhotes todos que nos deram uma coça! É para a desforra!

P.S.: Para os jovens que eu convidei para esta prova e não quiseram participar:
Vejam lá se ganham coragem e aparecem na volta a Ramalde (no domingo às 10:30h em frente à igreja são 6 km) seus pussies!

terça-feira, dezembro 07, 2004

Carago!


Há ganda Puuuuuuuuuuuuuuuuuartô!

P.S.: Obrigado Mourinho

Eles existem!

Fiquei a saber algo que me deixou repleto de esperança e felicidade!
Eles existem! Não, não é o Pai Natal e Mãe Natal e o camandro dos duendes! Estou a falar dos Incríveis! Acho que aqueles desenhos animados da Pixar foram feitos sob ordens do governo para nos levar a crer que os super-heróis não existem, mas eles andem aí! A prova é que encontrei a Edna Mode, a designer de moda dos super-heróis:


segunda-feira, dezembro 06, 2004

Talheres mágicos

Infelizmente passei estas últimas semanas enfiado na faculdade a estudar e a fazer trabalhos. Chego de manhã cedo e só saio de lá às 20h. Há um pequeno divertimento no meu dia quando passo o dia na faculdade que é na hora do almoço. De vez em quando há algum tipo de anomalia na máquina de lavar a louça, suponho que é disso, e os talheres ficam magnetizados. Acho imensa piada os talheres se atrairem uns aos outros e assim até é mais divertido comer.



domingo, dezembro 05, 2004

Pimba!

Este post é dedicado àquelas pessoas que duvidam de mim quando eu falo da minha avó que salta à corda e é uma verdadeira atleta de setenta e muitos anos:



sábado, dezembro 04, 2004

PROCURA-SE

Procuro o meu fim-de-semana desaparecido. Desapareceu há três semanas atrás com a chegada de um trabalho (que tem de ser entregue amanhã!) e desde aí não o vi mais. Será que foi passear para longe, se perdeu e não se lembra do caminho para casa? Peço por favor a quem o encontrar que deixe aqui o seu contacto ou que me contacte para eu poder reaver o meu querido fim-de-semana.

Ofereço recompensa!

sexta-feira, dezembro 03, 2004

pela paz...

Andei a viajar pela blogosfera, o mundo dos blogs, e deparei com alguns bem engraçados. Desses blogs fui saltando e saltando, até que descobri um site que achei imensa graça porque a ideia principal ser parecida com um assunto que eu já tinha referido numa outra posta. Chama-se MasturbateForPeace e o lema do site é "usando o amor próprio para acabar o conlifto". Basicamente concordam com a ideia que se as pessoas fizessem mais vezes sexo, nem que fosse sozinhas, acabariam por criar menos conflitos com as outras pessoas, por serem mais calmas, mais tolerantes, etc... Acaba por se tornar num site bastante informativo onde até dão conselhos sobre masturbação, mas o meu preferido são os bumper stickers que eles têm. Aqui ficam os 10 melhores de 586:

  • 10. War is silly, whack your willy
  • 9. War's no joke, stop and stroke!
  • 8. War is heinous, thumb your anus
  • 7. I'm going blind for mankind
  • 6. Abuse your middle piece, not the Middle East
  • 5. All we are saying, is give peace a wank
  • 4. War is out, pound your trout
  • 3. Touch your sack, not Iraq
  • 2. My bush doesn't declare war
  • 1. I cum in peace

quinta-feira, dezembro 02, 2004

Lutem contra a Sida

Ontem foi o dia mundial da luta contra sida e eu esqueci-me de mandar a minha posta sobre esse assunto,embora ontem tenha falado de um assunto que acaba por nos poder levar até lá. Mencionei recentemente este assunto quando falei aqui sobre um contraceptivo, o qual eu tinha acabado de descobrir a sua existência. Mas a luta contra a sida não tem muito a ver com contracepção! Esta ideia é misturada com mais algumas coisas na onda da prevenção da sida para falar de todos os assuntos desviando um pouco a atenção do fulcral deste dia:
A doença mortifera que é transmitida das seguintes formas:

  • através de fluidos corporais (sémen e fluido vaginal)
  • através de contacto com sangue
  • de mãe para filho

Muitas entidades tentam participar nesta luta: Há um Plano Estratégico Nacional da Luta Contra a Sida, há um AIDS Epidemic Update e há milhares organizações que tentam ajudar na prevenção desta horrivel doença.

Eu apenas vos deixo com este conselho:

NÃO SEJAM TANSOS PROTEJAM-SE!

quarta-feira, dezembro 01, 2004

Afinal não é verdade. Já sabia... ;)

Há uns anos atrás, quando eu jogava rugby no campeonato nacional, o nosso treinador, o mister para a maioria da malta, aconselhava a que não fizessemos qualquer tipo de sexo no dia anterior ao do jogo.
Resolvi recentemente pesquisar o que havia disponível na internet sobre este tema. Encontrei um site que diz que o desenvolvimento sexual implica anabolismo muscular, ou seja, desenvolvimento dos musculos do indivíduo e pelo que parece: Não há estudos controlados que relacionem o rendimento desportivo com o sexo e a actividade sexual antes da competição dá uma maior confiança ao atleta.
Acho que entretanto esta "política" foi alterada, pelo menos no CDUP. Agora até são patrocinados por uma marca de preservativos!

terça-feira, novembro 30, 2004

qualquer coisa

Como me tem faltado cada vez mais assuntos para escrever no blog, visto que estou a fazer uma recuperação de blogaholismo e ando apertado para conseguir acabar um trabalho, resolvi que hoje iria conseguir escrever sobre qualquer coisa. Por muito insignificante que fosse iria arranjar alguma palermice para divagar. Comecei esta posta às 15:39 e deixei o resto do dia para pensar em algo, enquanto tinha mil e uma merdas para fazer (vida à ToLi, como alguns amigos meus chamam), para terminar esta posta. São agora 21:06 e a única coisa que me ocorreu foi falar sobre a resposta típica de algumas pessoas:
Zé:«Então preferes comer carne ou peixe?»
Luís«Pode ser carne ou peixe. Qualquer coisa serve.»
Zé:«Ai serve qualquer coisa? Então comes merda, pode ser?» - foi o que já respondi algumas vezes.
Porque é que algumas pessoas têm tanta falta de poder de decisão? Será tímidez e não querem incomodar? Será falta de vontade de escolher?

segunda-feira, novembro 29, 2004

FARTO!

Estou farto de estar todos os dias na faculdade a fazer um trabalho para uma cadeira em que os professores agem como se fosse a única cadeira que temos este semestre. É o camandro para concluir aquele trabalho, visto que a matéria é dada nas teoricas, que não dá tempo para ir se quiseres acabar o trabalho a tempo, mas para rematar os apontamentos da matéria só saem para o editorial uma semana depois de serem dados nas teoricas. Como é que tencionam que as pessoas façam o trabalho? O trabalho já foi dado há umas semanas, mas a matéria requerida no trabalho acabou na semana passada e o prazo do trabalho acaba no dia 5! Qual é a vossa ideia, porra?

domingo, novembro 28, 2004

Shopping de fim-de-semana

O meu pai precisava de arejar a cabeça e decidiu que queria ir comprar uns itens. Acabou por aterrar no NorteShopping que não podia estar mais cheio. Naquele mar de gente senti-me como o Ulisses a navegar pelos mares bravos, enquanto tentava levar o meu pai aos sítios que ele queria. Paramos em alguns portos (lojas) para comprar alguns mantimentos e seguimos com a maré. Tinhamos embarcado nesta aventura apenas para comprar umas lampadas, mas no final viemos (vim) bem mais carregados. Pelo que entendi a lógica consumista do meu pai funciona da seguinte forma:
"Lampadas -> Ficha de seis entradas, Ficha de seis entradas -> Candeeiros, Candeeiros -> Balde de gelo, Balde de gelo -> Triturador, Triturador -> Tennis, Tennis -> Raquetes de tennis, Raquetes de tennis -> merdice anti-vibração para as raquetes, merdice anti-vibração para as raquetes -> Meias, Meias -> Frio, Frio -> Quente, Quente - Comida, Comida -> Casa" - e fomos para casa. (Obrigado DEUS!)

sábado, novembro 27, 2004

coincidência ou conveniência?

Encontrei uma situação em que me é bastante difícil de avaliar se se trata de uma coincidência ou de uma conveniência. Curioso, até a escrita das duas palavras é semelhante. Digam-me o que acham disto:


(É suposto estarem virados para MECA a rezar...)

sexta-feira, novembro 26, 2004

entrevista manipulada

Ontem fui passear o Goona e o Gandoola à baixa do Porto. Tinham uma entrevista marcada para irem falar sobre o seu parente Oscar, juntamente com o meu irmão que estava ancioso por ir javardar para a frente da televisão. A entrevista teve de ser repetida três vezes. Ora porque o Nayo não respondia à pergunta colocada da forma como eles pretendiam, ora porque o Goona se punha a ladrar frenéticamente por estar farto de ter de estar parado. A reporter até ficou um pouco amedrontada e perguntou:
«Posso estar aqui assim, não posso? O cão não me vai morder, pois não?»
«Ele não... mas eu sou capaz...» - resposta que apanhou.

quinta-feira, novembro 25, 2004

fora de horas

Ontem à noite fui chamado para cumprir mais uma missão, tal como a famosa A-Team. A diferença entre esses gajos e eu é que eles podem escolher se aceitam a missão, eu sou voluntário à força.
«Tens de ir fazer uns processos para o meu escritório porque há imensos em atraso por me faltarem duas funcionárias lá na secretaria... yadah... yadah... yadah*...»
O objectivo era despachar o máximo possível, sem fazer cerimónia ao trabalho que ainda faltava. Por outras palavras: tinha de trabalhar até cair para o lado. Felizmente não fui a única pessoa incumbida de tal missão. Fui fazer o papel de sidekick, infelizmente daqueles que mais estorva do que ajuda, da única pessoa que conheço que nasceu no mesmo dia e no mesmo ano que eu. Tentamos despachar o que foi humanamente possível, mas visto não termos super-poderes verdadeiros nem termos feito mal a ninguém para estar a sofrer tal castigo, "só" trabalhamos até às 3:20 da manhã. Não dormi nada de jeito, claro! Que maçada, logo hoje em que ia dar uma entrevista... O meu irmão tratou do assunto. Não se preocupem, na altura devida aviso quando é que a entrevista vai ser transmitida na televisão.



*equivalente a blá blá blá...

quarta-feira, novembro 24, 2004

...não vai dar

Algumas pessoas dizem que estou a ficar um mestre em desculpas esfarrapadas. Algumas dessas pessoas até admitem que tenho desculpas bastante credíveis, mas o ridículo é que as desculpas que apresentei até agora foram todas verdade! A desculpa que ficou mais marcada, que pareceu ser mais tanga e que ainda sou gozado pela pessoa a quem a dei, é a seguinte:
«...não vai dar, porque tenho de pôr os pratos a lavar na máquina.» - às 23:00 h na antevéspera de um dia de S.João. Este "não vai dar" tornou-se famoso entre os meus amigos pelo uso que lhe vou dando...
O que me leva a pensar que tenho de treinar mais as minhas desculpas e tenho de anotar a quem as dou, só para não me repetir...

terça-feira, novembro 23, 2004

perdidos & chantrados

Se há coisa que deixa muita gente frustrada é perder alguma coisa que lhe é muito querida. Fica-se logo de trombas e perde-se a vontade de fazer outra coisa a não ser procurar o artigo desaparecido. Conheço pessoas que têm a sorte de encontrar tudo o que lhes pertence. Três bons exemplos:

  • A carteira: Foi ao cinema do Bom Sucesso e ao vir embora reparou que não tinha a carteira. Procurou-a no shopping e nada. No dia seguinte recebeu um telefonema da escola Garcia de Orta a dizer que tinham vindo entregar a carteira com todo o seu recheio. (isto nas férias!)
  • A calculadora TI-92: Depois de um dia de estudo na biblioteca, onde circulam várias pessoas por dia, visto ser época de exames, chega a casa à noite e repara que lhe falta algo. Em pânico, resolve ir ao email para enviar uma mensagem a toda a comunidade da faculdade a fim de reaver o que é seu. Ao abrir o email encontra um email com o contacto de rapaz, que diz ter encontrado a calculadora e saber quem é o seu dono. Encontram-se na manhã seguinte e a situação fica resolvida.
  • O bilhete de avião, passaporte e toda a documentação: Deixou tudo no avião do primeiro vôo. Estava muito mau tempo, então os aviões não puderam levantar vôo durante várias horas. Reparou que lhe faltava a bolsa da documentação, conseguiu que fossem ao avião anterior buscar as suas coisas!

Muita gente, a grande maioria, não possui uma sorte destas. Numa situação normal seria de esperar perder mesmo as coisas e nunca mais as ver de novo. Claro está, que de vez em quando sacamos o nosso "coelho da cartola" e encontramos o que nos parecia perdido para sempre. A quem nunca isso aconteceu, os meus pêsames...


segunda-feira, novembro 22, 2004

Acidentes caseiros

Vou abrir uma empresa para previnir acidentes caseiros que envolva crianças irrequietas. Pela experiência que tenho do meu irmão, que tem acidentes estúpidos a torto e a direito, acho que devia haver uma segurança mais apertada às crianças do que há de momento. Ora vejam bem o reportório do meu irmão:

  • Partiu o polegar quando tinha 3 anos. (ainda por descobrir a causa!)
  • Rachou a cabeça 11 vezes (8 no mesmo ano e de maneiras sempre diferentes! Aprendia com um erro, fazia outro pior...)
  • Provou uma vez um daqueles perfumes de ambientes liquido, que se põe a aquecer para perfumar a casa. (cheirava tão bem que resolveu provar para ver se também sabia bem.)
  • Queimou o rabo num aquecedor a gás butano, este fim de semana! (resolveu baixar as calças para aquecer o pandeiro mais depressa. Como falhou o cálculo da distância, de momento tem o rabo aos quadrados. Ainda bem que não estava virado de frente!)

Embora isto pareça negligência parental, não é esse o caso. O miúdo não pára de fazer asneiras e quanto mais se lhe diz para não fazer uma coisa, mais rápido ele a vai fazer. Tal como o ditado: "O fruto proibido é o mais apetecido", mas é impossível estar sempre em cima dele senão a criança nem respira. O que se há-de fazer?

(Aceitam-se sugestões)


domingo, novembro 21, 2004

Transsexuais nos Jogos Olímpicos

Com o receio de estar a tornar este blog num tipo de noticiário "Homem que mordeu o cão" vos transmito que os transsexuais para poderem participar nos Jogos Olímpicos têm que preencher os seguintes requisitos mínimos:

  • as mudanças anatómicas realizadas através de cirurgia têm de estar completas
  • tem de haver reconhecimento legal da mudança de sexo por parte das autoridades oficiais (ou seja, pelos próprios países)
  • é obrigatório que a terapia hormonal tenha sido administrada de forma verificável e durante um período de tempo que minimize vantagens em competições desportivas

Leiam aqui o resto desta notícia...

(Esta é a Mianne Bagger e como podem ver joga golf.)

Colei o pistão...

sábado, novembro 20, 2004

Pedido de casamento ou tentativa de homicídio?

A ser torturado na minha casa (a ver telenovelas) presenciei a mais pirosa demonstração de afecto na televisão:
Um tipo espetou um anel de noivado no prato com comida que a rapariga, por quem ele estava apaixonado, ia comer. A minha primeira reacção foi:
«Que urso do camandro! A gaja se não repara naquilo parte os dentes a mastigar o anel ou até se pode engasgar!» - seguido de um "SHHHHHHH!" do mulherio que me estava a obrigava a assistir àquela porcaria.
Analisando melhor a situação, talvez aquela cena não passasse de mais uma tentativa de acabar um namoro com uma gaja que não descola, mas o golpe do anel não é um pouco dramático demais? Imaginemos que tinha ido parar à mesa errada o prato? Podia ter lixado a noite a outro casal qualquer! Isto de ir jantar fora anda a tornar-se perigoso, pelo menos nas telenovelas...
Mesmo assim, ainda há maneiras bem mais drásticas de dar sinais que a relação acabou...

sexta-feira, novembro 19, 2004

Qeum diira?

"Sguedno um etsduo da Uinvesriadde de Cmabgirde, a oderm das lertas nas pavralas não tem ipmortnacia qsuae nnhuema. O que ipmrtoa é que a prmiiera e a utlima lreta etsajem no lcoal cetro. De rseto, pdoe ler tduo sem gardnes dfiilcuddaes... Itso é prouqe o crebéro lê as pavralas cmoo um tdoo e nao lreta por lerta." - Dpeois de ter ldio itso ahcei que era erganaçdo ecsrveeer um psot dseta mnaiera, mas pennasdo mehlor no asustno não tem asism tatna garça...

quinta-feira, novembro 18, 2004

do 0 aos 100

Ouvi no outro dia algo na radio que me deixou completamente barado. Fiquei a saber o que algumas estrelas de rock faziam antes de se tornarem RockStars. O que mais me chocou:

  • O vocalista dos Limp Bizkit, Fred Durst, foi artista de tatuagens, pertenceu à marinha norte-americana e até foi sem-abrigo durante dois anos.
  • Courtney Love era stripper com 16 anos num club japonês, onde era uma das atracções principais, e só passados uns anos é que engrenou na musica ao lado de Kurt Cobain.
  • Kurt Cobain antes de se tornar na estrela que foi nos Nirvana, era contínuo, limpava casas de banho e o camandro na escola onde estudou. (Por falar nele, faz hoje onze anos que foi lançado um dos seus melhores cds: MTV Unplugged in New York [LIVE])

Quem poderia adivinhar no que se iriam tornar?


quarta-feira, novembro 17, 2004

Post Fantasma

Este post tem texto, mas como está camuflado e não invisível algumas pessoas mais capazes ainda o descobrem. Se és uma dessas pessoas, "parabéns!", mas não penses que ganhaste algum prémio! Apenas demonstraste ser um pouco mais inteligente e curioso/a que algumas pessoas que por cá passam. Ficas a saber acho que não passas de mais um/a onirista, tal como o Pedro Santana Lopes que disse no último congresso do PSD que gostaria de chegar a 2014 e dizer que fez um bom trabalho. O que, COMO TODA A GENTE SABE, implica ele ser eleito em 2006.
Imagino que tenha ficado inspirado com o exemplo do
George W. Bush (e quem é que não ficava?). Para rematar a Condoleezza Rice é nova secretária de estado norte-americana. Bonito, mais um exemplo das leis de Murphy em pleno funcionamento...

terça-feira, novembro 16, 2004

Hello, I am nInja TOtaL and I am a "blogaholic"

Fui atacado pelo bicho do blog! Há precisamente seis meses e três dias comecei a escrever um tipo de página de internet em que vinha "brincar" sobre alguns assuntos para os meus amigos lerem mais tarde. Começou por ser uma coisa de de-vez-em-quando até que comecei por escrever todos os dias e agora estou de tal maneira viciado que tenho 10 postas já feitas, para o caso de eu não me lembrar de nada em algum dia. Tenho-me controlado e só tenho postado uma vez por dia (embora nem sempre faça um intervalo de vinte e quatro horas entre duas postas), mas há dias em que escrevo três ou quatro posts seguidos de temas completamente diferentes, mas que me ocorrem práticamente ao mesmo tempo! Tenho de me curar urgentemente. Sou capaz de começar a assistir às reuniões dos Blogaholicos Anónimos ou de recorrer a alguma clínica de desintoxicação para obter mais apoio. Espero assim poder melhorar. Dizem que o primeiro passo é admitir o problema...

segunda-feira, novembro 15, 2004

Goleada de sono

Todos os dias de manhã quando acordo para ir para as aulas é a mesma coisa. Tenho de mudar de rotina para ver se espevito mais depressa. Chego à faucldade por volta das oito horas, como as minhas aulas são só às oito e trinta ou às vezes até mais tarde, fico sempre com alguns minutos para queimar. Normalmente vou para os computadores e verifico os emails ou passo um pente às páginsa das disciplinas para verificar as matérias e as datas dos respectivos testes. Durante esse periodo de tempo costumo reparar que estou ainad demasiado taralhoco para fazer algo produtivo e que me engano a escrever com muita facildiade. É como se o meu cérebro ainda estivesse em stand-by. Ou é isso ou os meus dedos são demasiado grossos para as teclas destes teclados nesta altura do dia. Nessas alturas digo que estou a perder no jogo contra o sono. De manhã é habitual levar uma goleada medonha! Mas vou recuperando lentamente do sono que me prendia à cama às sete e vinte da matina. Agora já deve estar para aí 5-2, ganha o sono, claro!

domingo, novembro 14, 2004

Paciência de santo

Descobri hoje uma pequena curiosidade:
O casamento mais longo de que se tem notícia foi dos norte-americanos Lazarus Rowe e Molly Weber, de Greenland, New Hampshire. Eles viveram juntos oitenta e seis anos. Casaram-se aos 18 anos, em 1743, e só se separaram quando morreram, aos 104 anos.

sábado, novembro 13, 2004

desabafo durante entrevista

Estive a ver uma entrevista, se não estou em erro, no programa do Jay Leno com a Paris Hilton, a famosa herdeira milionária dos hóteis Hilton, que já publicou dois livros intitulados "Paris Hilton: The Naked Truth" e "Confessions of an Heiress", que também foi uma das famosas a ser apanhada em video enquanto mandava a sua queca, que como poderão ver até consta no imdb. Pelos vistos levou porrada do namorado recentemente. Voltando à entrevista: A Paris falou do seu último livro, do mundo onde vive e de algumas regras que fazem parte desse seu mundo. Uma das quais era "não se deve ter marca de bikini. Nem que fosse necessário ir a um solário para remendar as marcas caso não fizesse topless". O entrevistador após ouvir tal regra, confessou que prefeira ver as marcas de bikini numa mulher. «Assim, quando vemos as marcas brancas no corpo de uma mulher pensamos que estamos a ver algo que vale mesmo a pena ver. Algo que valeu a pena esperar para ver, algo que nem o sol viu!» - foi engraçado saber que há quem concorde com a minha posta de agosto e que não é extremamente puritano.
Ainda bem que foi só isto que o entrevistador partilhou e não foi algo como o jornalista da antiga NTV foi apanhado a dizer.

sexta-feira, novembro 12, 2004

3 razões para ir com a Terese ao Shopping...

Mesmo não estando numa loja que goste muito, arranja sempre o que fazer:

(Ohhh, dá-me esta....)

(Não se pode estar aqui!? Quem disse?)

(Vamos embora cavalinho!)

quinta-feira, novembro 11, 2004

Porquê só médicas?

Uma vez, foi-me chamado à atenção por uma antiga namorada que todas as raparigas com que namorei até ao momento da chamada de atenção e depois dela, são estudantes de medicina. Desde aí que fiquei a pensar porque é que isso tinha acontecido. Durante o período em que não tive namorada e estava ciente das minhas últimas escolhas, até me afastei de raparigas de medicina não fosse eu apaixonar-me por uma delas. E não é que foi acontecer outra vez? A última vez que isso aconteceu foi há dois anos e seis meses.
"Isso é alguma fantasia sexual que tenha a ver com os hospitais? Tens algum fétiche por meninas de estetoscópio? É da bata? Andas a fazer colecção? É por saberem anatomia? É alguma necessidade que tratem de ti? É por serem boas alunas? É por serem inteligentes? O que é que as meninas de medicina têm de diferente das outras? Será que é só essas rapargias que te atraem? Ou tu é que só atrais dessas raparigas?" - estas são algumas das perguntas que já me colocaram.
Continuo convencido que o facto das antigas namoradas serem todas estudantes de medicina é apenas uma coincidência, embora isso pareça pouco provável aos olhos de muitas pessoas. Talvez um dia elas venham cá comentar isso... ou não!

quarta-feira, novembro 10, 2004

despassarados ou disléxicos?

De vez em quando tenho de gramar a Quinta das Celebridas em casa à noite. Os meus pais acabam por achar certa graça em ver aqueles tipos todos a discutir por tudo e por nada. (Até parece que vivem em minha casa...) Passado três dias, enquanto ando a vaguear pela faculdade à espera da próxima aula ouço o seguinte no corredor:
«...tive imensa pena em ver sair a "Fátima Branco", mas acho um piadão àquele "José Carlos Branco".» - algumas pessoas recusam-se mesmo a aceitar outras possibilidades, a não ser aquelas que consideram correctas...

terça-feira, novembro 09, 2004

EGO-Man

Alguns rapazes têm um ego exageradamente grande, algo que ainda não sei até que ponto é mau e até que ponto é bom. Há até situações em que esse ego ganha vida e esse homem se torna no EGO-Man. Qualquer rapaz tem este poder dentro dele, é como o poder do HULK à espera de uma oportunidade para se revelar. A melhor altura para descobrir quem é um EGO-Man dos vossos amigos é quando eles partilham as suas conquistas e histórias sexuais. Vocês não vão acreditar nas EGO-Crap (um dos inúmeros poderes do EGO-Man) que ouvem:
«... e ela gostou tanto que a puta até me devolveu o dinheiro! Juro-te meu!»
«Não acredito nisso!» - responde um do grupo.
«Tou ta dizer, caralho!» - diz o simples rapaz, com os olhos flamejantes, a um click de revelar mais um dos poderes do EGO-Man, o EGO-Giga (o poder de armar confusão seja com quem for e achar que está cheio de razão.)
Para estes egos ficarem tão fora de controlo e fazerem qualquer rapaz dizer o maior dos disparates, esses rapazes devem ouvir a voz do ego dentro da sua cabeça.
«Tu és o MAIOR!» - diz a voz.
«Quem eu!? Achas?» - perguntam ele.
«Hum, hum...» - diz a voz.
«Não meu... Eu não sou nada assim... Achas mesmo?» - diz ele.
«És um Super-MENASS!» - diz a voz.
Depois o ego fica tão grande, tão grande, mas tão grande que se apodera do jovem em questão, aí a situação de uma partilha de histórias entre amigos toma proporções espetaculares e dignas de serem recontadas vezes sem conta.
«Uma vez estava a fazer amor com uma rapariga e a meio do acto, ela teve um ataque de asma. Eu achei que ela estava a curtir largo, continuei e pensei: "Eu sou um deus do sexo! Porra, sou mesmo bom nesta merda!"»

Internacionalizar o blog

Se mais vale um site de porno que um blog então...
Vamos fazer o blog conhecido de qualquer um que faça uma procura no google a procura de pornô.

Bondage rape dungeon Britney spears rape sex Gang rape by women Gang rape punishment in the united states Real rape movies Rape and baned porn Male anal rape pics Information on rape and incest Pics of hentai rape Cinema rape scenes Forced sex forced tgp Stories on date rape Comix free violent Men rape photos Hard sex rape Hardcore rape movies Rape nd torture drawings Tits Rape pic sites Rape rm clips Rape galleries 0 Dog rape Female to male rape Rape torture nude Rape free video Bondage rape mind control stories True rape stories Rape nude Horrible incest rape Rape animal dog fuck bestiality sex Adult rape sites Free simulated rape Drunk teens rape pics Free xxx rape stories Actual rape videos Rape pictures and videos Rape hardcore sex Ulrika jonsson tv presenter accused of rape Stories rape bondage Forced entries video rape Anal rape free pictures Stories on date rape Xxx swedish rape Bondage and rape web sites Movies rape Rape videos legal Hogtied forced to fuck Violent rape xxx Pictures of fantasy rape Forced fuck anal Teen rape movies Rape victims photos Male rape in goal Were can read about sexual fantasize and rape Bosnians rape photos Free asian rape pics Prison Japanese girls rape by a octopus Rape stories and movies Tv presenter in ulrika jonsson rape storyAmature grannies Dentist mom Fresh new sites added within the last 7 days Amateur mature female Mature lesbian sluts A fine blonde wife Jumbo Sexy blonde milf Bad Old mature babe Woman over forty Grandma spreads that pussy Blonde milf hunted Old men Mother Threesome Hot mature women Milf double fucked Hot old babe Babes 40+ Horny & lonley milfs Older woman gallery Horny milf slammed Hot lingerie and stockings Mature in thigh-highs Sexy cheating wife nude pictur Wendy willing wife Granny housewives Reality sex Elder erotica Moms getting petting Mommy needs cock Dirty old mom Stuffed mature pantyhose Gorgeous grammas Mature brothel Older hairy fatty Nude milf show pussy The sexy older black woman Kitchen satisfaction Horny ol' ladies Big mature women Real orgies! Captured mature Horny mommies Mature slut emilia Mature old slut Cum dripping cunts Clarissa Adult bookstore milf Amateur mom in action Ethnic Wet sexy mature Mature women young Nana gets nasty Mature interracial sex Bbw Mature tara's creampie Ask my cheating wife Aged bitch

Guerra de blogs

Chegou-me aos ouvidos que uma certa phoebe num site, que responde pelo nome de naoedocamandro registou o mesmo apenas para denegrir a reputação do nosso afamado blog (mais de 1000000000 de hits diarios - principalmente da comunidade imigrante).
Eu sei que o vladimir nao vai ficar contente com este acontecimento, alias e provavel que ele tente sodomizar a phoebe!
Mas tenho de admitir que a phoebe tem jeito para o negocio, consigo encontrar uma veia poetica nela, no seu dominio de estrangeirismos variados.
Quanto ao nosso blog do camandro ele é o que é, um sub producto da mente doentia do ninja total.
É uma verdadeira revista de variedades, trata de tudo sob o ponto de vista do ninja.Sexo, impotencia, mulheres, façanhas variadas, assuntos do dia a dia e apartir de agora com o aval da phoebe terá tambem PORNOGRAFIA (softcore claro).Será o suficiente para qualquer Cristovão Colombo da internet ficar com o apetite aguçado e ir a procura de mais para se poder esfregar.
Chamem-lhe uma entrada se quiserem: Les hors d'ouevres

segunda-feira, novembro 08, 2004

Heim? Oi? Do que estão falando?

Estava a ler o jornal de domingo, muito serenamente, quando vi o anúncio que a Pfizer tem publicado no jornal. Estes dois velhinhos com os seus sessenta e muitos anos, muito aconchegados numa manta e exibindo um sorriso maroto. No anúncio é divulgado discretamente o site com o nome estou de volta.




A minha questão é esta: Dos velhotes que sabem ler, quantos sabem navegar na internet para poderem obter mais alguma informação com alguma privacidade? Só esses é que têm direito a essa informação? Então e a maioria!?

domingo, novembro 07, 2004

A Caçada

Agora que namoro há dois anos e tantos meses, recordo certas brincadeiras que fazia com amigos que deixei de fazer com o passar do tempo. Há coisas que os rapazes adoram fazer, como por exemplo: Ir à caça.
O perfume adocicado preenche o ar que a brisa carrega e faz passar a rasar pela nossa cara... um riso feminino ouve-se ao longe... Os rapazes mantêm-se escondidos... na expectativa. A certa altura, aprontam as suas armas e dão uso ao seu chamariz, tal e qual os caçadores de patos bravos: "SAAAAAAAAAAAALDOS!" - se alguma das raparigas demonstra curiosidade e se afasta do grupo, "pauh" é caça!
Como quem tem cão caça com cão e quem não tem caça com gato, agora só mando uns tiros para o ar para ver se os meus amigos conseguem caçar.



Sabes bem que estou a falar de ti...

sábado, novembro 06, 2004

filmes que são uns filmes

Os filmes de acção que últimamente têm saido de Hollywood andam a sair demasiado fantásticos. O último filme que vi foi o Alien vs Predator que não é grande pistola, mas é engraçado de ver. Enquanto se está a ver o filme e se é confrontado com todos aqueles seres a saltar de um lado para o outro a tentar limpar os poucos humanos que lá estão, é impossivel não apanhar um cagaço de vez em quando. A dada altura do filme, é tanta porrada para aqui e para ali com a bicharada toda aos trambolhões que um gajo nem consegue ver quem é quem. O filme torna-se tão incrível, não que fosse credível até aquele ponto, que até o personagem "Predador" no filme diz:


sexta-feira, novembro 05, 2004

Lava-quê!?

Gostaria de saber qual a identidade governamental que é responsável pelos nomes que foram e que são dados às freguesias. Fiquem a saber que existe uma freguesia chamada Lavacolhos em Portugal. Gostaria de saber como é que a freguesia ganhou este nome tão jeitoso que até nem me faz lembrar de nada. Aposto que o responsável pelos nomes das freguesias foi o mesmo tipo que se lembrou de dar nome ao banho xéco. Sabem que o Cu de Judas existe mesmo e fica no Brasil!? Há coisas do camandro...

quinta-feira, novembro 04, 2004

Notícias boas, más e terríveis...

Cada vez que me dizem que têm notícias para me dar, receio o tipo de notícia que será. Normalmente as pessoas dividem as notícias por más e boas, eu acrescento as terríveis que são uma consequência das más.
Por exemplo: Uma professora nos Estados Unidos, Mary Kay Letourneau, foi acusada de violação de um menor de idade, após ter tido relações sexuais com um aluno do sexto ano e ficando grávida dele em 1996. Daí resultando, um filho, uma pena de prisão de 6 meses e uma ordem do tribunal que a proibía de ver o seu aluno. Não estando satisfeita com o que já tinha feito, foi apanhada com o aluno durante o período de liberdade condicional. Foi condenada a uma pena de prisão de sete anos. Agora, passado 8 anos, estando ele com 21 e ela com 42 anos de idade, tencionam-se casar, mas ainda não têm data marcada, segundo ela afirmou no Larry King Live.
Imagino como os pais do rapaz foram recebendo estas noíticias:
** Boa: «O seu filho ja namora.»
** Má: «Trata-se de uma professora da escola dele, 21 anos mais velha do que ele.»
** Terrível: «Engravidou-a e agora ela quer casar com ele.»
Vamos agora imaginar, que a professora até era casada, isto apenas tinha sido uma escapadela dela e não tinha sido acusada de violação de um menor de idade. Como o marido poderia ter recebido as notícias:
** Boa: «A sua esposa esta grávida.»
** Má: «Sao quadrigémeos.»
** Terrível: «Ele fez uma vasectomia o ano passado e nao contou nada a ninguém.»

Como podem ver há sempre algo pior que as notícias más... as terríveis!

quarta-feira, novembro 03, 2004

Aprender a ler

Nós jovens rapazes, aspirantes a homens adultos, temos de aprender uma coisa essencial para os dias de hoje. Aprender a ler as mulheres. Dantes não fazia diferença, pois viviamos num mundo tão machista em que os homens dominavam de tal maneira, que não davam importância às suas próprias mulheres. Agora temos de saber ler as mulheres para depois podermos saber quando dizer, o que dizer e a altura ideal para o dizer. Principalmente quando nos estamos a referir a instruções...

terça-feira, novembro 02, 2004

Hipermetropia feminina

Pelo que percebi as pessoas que sofrem de hipermetropia têm dificuldade em ver objectos ao perto parecendo-lhes estes, distorcidos. Noto este fenómeno em muitas raparigas, principalmente no que toca a rapazes. Parece que elas constroem uma imagem de um rapaz na cabeça delas e depois não há forma esse problema ser corrigido. É a namorada demasiado submissa ao namorado que não quer saber dela para nada e a trai com a melhor amiga, é a amiga que não acredita nas "mentiras" que dizem sobre o amigo mas que acredita em todas as mentiras que o amigo lhe conta, etc... Será que esses rapazes têm poderes hipnóticos? Parece que estou mesmo a ver um deles a segurar uma fotografia dele na mão enquanto dão início ao transe:
«Estás a ver esta fotografia minha? Este sou eu, o Jaime. Um gajo porreiro, limpinho, sem vícios, alguém em quem podes confiar, que nunca fez mal a ninguém, que é sempre um amigo com que podes contar, que é incapaz de te mentir, que sempre foi um namorado dedicado e que só quer o melhor para ti...» - São inúmeros os casos em que esta hipermetropia feminina é alastrada em grande escala.
Porque sofrem as tantas raparigas tanto deste mal? Porque querem! Elas gostam de ser maltratadas e ponto final. Não há que perder mais tempo em tentar ajudar. Não precisam de ajuda porque é aquela relação do quanto-mais-me-bates-mais-gosto-de-ti que elas prezam. Porque elas escolhem mal continua a ser um mistério, mas cada vez mais se torna um facto adquirido.

ATENÇÃO o ninja nao é quem parece

Acabei de fazer uma descoberta impressionante...
Como toda a gente sabe dedico sempre 30 minutos do meu dia a ampliar o meu conhecimento.Estava a ler alguns artigos em wikipedia, uma enciclopedia online quando descobri que afinal nao e o ninja total que escreve neste blog.
O preguiçoso contratou um macaco de circo chamado Bonzo que carrega em teclas aleatoriamente e gera os seus posts.
Não estou a mentir, por favor leiam este artigo. Tambem fiquei desiludido mas realmente o ninja agora nao pode voltar atras porque estamos a falar dum macaco que se tivesse tempo compunha as obras todas de shakespeare. O mesmo habituou-nos a uma qualidade de postagem que dificilmente o ninja terá se começar a escrever de novo.

segunda-feira, novembro 01, 2004

stunt-double

Pouca gente que me conhece, não sabe desta minha faceta de stunt-double. É algo que se manifesta dentro de mim, se apodera da minha mente quando passo por um sitio e penso: "era gajo para mandar um salto até àquele monte de areia". Tenho tantas fotografias e filmagens de tolices destas, como a minha mãe chama, que nem tenho memória de todas. Houve quem achasse que era exibicionismo da minha parte, que era algum desejo que eu tinha de me magoar, já me disseram tanta estupidez que deixei de registar. Há muito mais pessoas como eu que fazem este género de coisas apenas por gosto, será assim tão difícil de os outros compreenderem? Qual é o mal? É só mais um tipo de desporto a ser inventado. Porque corro o risco de mandar um tra(mbolhão do cara)lho a fazer este tipo de brincadeiras? Pelo puro divertimento que o stunt me traz:

Como deixar uma avó de 8O anos com os cabelos em pé? Este é o de hoje... :)

domingo, outubro 31, 2004

Halloween, a que propósito?

Desde quando é que se festejam os feriados de outros países no nosso? Não temos feriados que cheguem? Ao menos se vamos copiar os feriados dos outros vamos dar um toque pessoal! Decorem as vossas casas de maneira a assustar a criançada! Qual criançada? Assustem miúdos e graúdos! Que valha a pena a copia e façam algo original! Que não seja como as outras imitações rascas que temos feito até agora.
O prémio de espantalho "halloweeniano" deste ano vai para: Manuel Silva de Canidelo e os seus Flashers.

( Ó Silva, vemo-nos na reunião de voyuers e exibicionistas anónimos para a próxima semana? Um abraço)

sábado, outubro 30, 2004

são & salvo

Este devia ter sido o post de ontem, mas não tive tempo para escrever.
Ontem foi o tão esperado regresso às origens do meu irmão mais novo da sua viagem à Alemanha durante duas semanas. Não vou escrever como na posta em que ele se foi embora, hoje só conto a versão curta: Chegou, são e salvo!

sexta-feira, outubro 29, 2004

Achas justo!? Então mete vaselina!

Como se diferencia a vingança da justiça pelas próprias mãos? Onde fica a linha que diferencia estas duas vertentes? Será que se deve deixar todos os nossos assuntos a cargo da Lei? Ela já está tão atrapalhada sem os nossos problemas para quê ir incomodar, quando podemos resolver o assunto à nossa maneira?

quinta-feira, outubro 28, 2004

territorial pissing

Para além de ser o nome de uma das músicas dos nirvana é um conceito que se vê aplicado em inúmeras situações. Muitos animais fazem-no para marcar o seu território, mostrando assim aos rivais que a partir daquela zona entram em território alheio e que se não se portam bem vai haver problemas.
O meu pai é muito territorial e tem certas manias que não irão mudar nunca. Toda a gente que costuma ir a minha casa sabe que não pode estacionar no lugar mais perto do portão de minha casa. Não esse lugar não está na rampa, não esse lugar não tem qualquer placa que diga que é privativo, mas esse lugar é do meu pai. Desgraçado da pessoa que tenha a infelicidade de estacionar nesse lugar e que o meu pai chegue entretanto. Seja essa pessoa quem for, vai ficar a saber que esse lugar tem dono. Vejamos o exemplo de hoje:


Esta pessoa teve o azar de estacionar no lugar do meu pai à hora do almoço. O meu pai encostou o seu carro atrás e chegou o meu carro mais perto, de forma a aconchegar o carro estranho. Claro está, que o proprietário deste carro teve de tocar à nossa campaínha para poder retirar o carro do lugar do meu pai. Quem o atendeu fui eu. As minhas instruções eram simples:
«Se o dono do carro que estacionou no meu lugar for simpático, educado e disser que não volta a estacionar o carro ali, chegas o teu à frente para eles poderem sair. Caso ele ainda ache que está no seu direito de estacionar no meu lugar dizes que eu levei as chaves dos dois carros, que estou no escritório desejoso por receber a sua visita e entregas os meus contactos. Eu depois falo melhor com ele...»
Felizmente para estas pessoas, mantiveram-se muito calmas enquanto eu expliquei que aquele era o lugar do meu pai e que não poderiam voltar a estacionar lá, sem se habilitarem a que esta situação ou uma pior acontece-se. Compreenderam, pediram desculpa pelo incómodo que causaram e perguntaram-me se eu poderia retirar o carro. Correu bem, ainda não foi desta que levei uma coça pelas palermices do meu pai.

quarta-feira, outubro 27, 2004

Temos quiosque!

Abri o Quiosque Do Camandro, uma Souvenir Shop com artigos personalisados Do Camandro para oferecer aos amigos. Infelizmente os preços são um pouco elevados, mas é do melhor que a internet tem para oferecer, de momento. O logotipo do blog será a partir de hoje o link para a loja cibernética.

terça-feira, outubro 26, 2004

Contraceptivo roto?

Estava a vaguear pela faculdade quando deparei com um enorme poster que dizia o seguinte: "A tua namorada é saída da casca?". Olhei à volta para saber o que se estava a passsar ali e reparei na banca atrás de mim, onde estavam a distribuir folhetos contra a SIDA, porta-chaves e preservativos.
«O dia mundial da SIDA é no dia 1 de Dezembro, não é? Que fazem estes tipos aqui?» - perguntei eu. Pelos vistos resolveram antecipar-se à jogada dos alunos mais velhos em apanhar as alunas mais novas, e vice-versa, para os alertar, mais uma vez, a ter cuidado com o que fazem.
«Estás a frequentar a faculdade? Já tens idade para mandar umas quecas! Toma lá uns preservativos para ti...» Acho que este tipo de acções deviam começar no ensino secundário e não no ensino superior. É de admirar que alguns alunos chegam à faculdade com filhos ao colo? Estas informações deviam ter sido fornecidas muito antes das pessoas terem tratado do assunto.
Quando cheguei a casa resolvi pesquisar quantos métodos contraceptivos existem e fui parar a um site que falava de um novo método contraceptivo. Trata-se de um anel que é inserido na mulher, como tampão, para impedir que ocorra a ovolução. É o Nuvaring e mesmo após ler as instruções de utilização pareceu-me uma ideia um pouco rebuscada. Não parece ser confortável para as mulheres, que têm de andar com aquilo lá dentro durante um mês inteiro, nem para os homens durante o acto. Ainda por cima não protege de doenças transmissiveis sexualmente, embora só o preservativo e a abstinência o façam, por enquanto. Se é só para não engravidar mais vale tomar a pilula, que tem exactamente os mesmo efeitos. O único problema da pilula é para aquelas pessoas com memória de peixinho dourado que se podem esquecer de a tomar. Para essas pessoas ainda há aqueles contraceptivos de implante que dura 3 anos. Mesmo assim, nos dias de hoje, mais vale ser um tipo prevenido e usar mais do que um método no caso de não ser uma parceira regular, just in case...

segunda-feira, outubro 25, 2004

Reduzidos à nossa insignificância?

É com tristeza que vos transmito esta noticia:
Portugal não faz parte das estatísticas da marca de preservativos Durex do ano 2004. Após ter lido esta noticia, fiquei muito transtornado e resolvi ir verificar a ver se não faziamos parte só da estatística a que o jornalista se referia ou se em todas. Ou fomos cálculados juntamente com a Espanha ou em Portugal ninguém respondeu às perguntas que a Durex fez. Não fazemos parte das estatísticas de qual o país mais activo sexualmente, nem de que idade tinha na primeira vez, nem da frequência de orgasmos, nem de nada e olhem que há bastantes estatísticas em que poderiamos ter participado!
Em Portugal as pessoas são tão preguiçosas que nem para as estatísticas contribuem...

domingo, outubro 24, 2004

M.I.A.

Estava eu a acabar de mandar a posta de ontem, quando reparei no titulo que aparece aqui do lado esquerdo, por baixo do título do blog: "um blog sobre o dia-a-dia de uns gajos aparentemente normais com histórias merecidas do adjectivo "do camandro"..." Mas quais gajos aparente normais qual camandro! Onde é que eles andam? O que aconteceu aos ilustres membros deste blog que estão missing in action há já três meses, não contando com a Terese Marie, que escreveu há pouco tempo. Terei de organizar uma equipa de salvamento para irmos procurar a imaginação dos restantes membros? A última posta de outro membro foi no dia 11/7/2004. Estarão todos eles, simultâneamente, com um bloqueio de escrita? Foi alguma epidemia que se alastrou?

sábado, outubro 23, 2004

First impressions

Quando conheço alguém ou engraçam comigo por termos um sentido de humor semelhante ou acontece exactamente o oposto e nunca mais me querem ver à frente. Essa primeira impressão não é fundamental para que duas pessoas se possam vir a dar bem futuramente, mas pode ser às vezes um obstáculo complicado a superar. Já estive em algumas situações dessas e não foi nada fácil quebrar o gelo.
Como é que, durante a primeira impressão, podemos ver se a pessoa com quem estamos, está a gostar da nossa companhia ou se está completamente a leste? Se fosse um cão era fácil, porque abanava a cauda ou não. Será que dá para perceber algo pela linguagem corporal das pessoas? Há pessoas que são tão frias que não dá para ver se estão vivas quanto mais se estão a apreciar a nossa conversa.
A única certeza que tenho sobre este assunto é que não há uma segunda hipótese para uma primeira impressão!

sexta-feira, outubro 22, 2004

Origem do camandro

Andei a indagar qual seria a origem da palavra camandro. Encontrei muito poucos artigos que explicavam a origem, mas mais de 17.000 sites onde a palavra camandro era usada. O pouco que encontrei levou-me a ver que ainda há pessoas que confundem a palavra camandro com camando ou ainda camândrio. Só tenho uma coisa a dizer a essas pessoas:
«LAVEM OS OUVIDOS!» - Já me ouvem melhor agora, não é?
De qualquer forma, resolvi transcrever aqui as origens dúvidosas que encontrei:

"Em alguns meios de comunicação, bem como na chamada literatura leve (designo desta forma o subgénero literário a que se convencionou designar "light", termo que, num sítio com estas características, seria de utilização imperdoável), pode encontrar-se, por vezes, o termo "camandro" (normalmente enquadrado em frases em que predomina o calão, como por exemplo: "o gajo teve um galo do camandro"). Apesar das investigações que levei a cabo em alguns conspícuos dicionários, não encontrei qualquer referência a este vocábulo. A única palavra que, vagamente, se lhe assemelha, é "Escamandro", referido, na literatura clássica, como o principal rio de Tróia (confira-se, por exemplo, Eurípides, em "As Troianas", vs. 28 e 29: "Ressoa o Escamandro com os gemidos de muitas cativas ao serem sorteadas pelos seus amos", ou na mesma obra, vs. 374 a 377: "Assim que chegaram às margens do Escamandro, morreram um a um, não porque os tivessem espoliado das suas fronteiras, nem das muralhas da sua pátria"). Será esta a origem de "camandro"? "

"Camândrio (nunca ouvi de outra maneira!), tal como o actual e já inócuo caraças, é, segundo julgo, deturpação de óbvio termo obsceno, realizada propositadamente por eufemismo, semelhante a outros relativos a palavras consideradas impróprias para se dizerem em público, sem ser entre amigos íntimos ou colegas. Os clássicos gregos (nem sequer o brejeiro Aristófones!) não são os «culpados» do vocábulo."

quinta-feira, outubro 21, 2004

soma e segue

Infelizmente o assunto de que venho hoje falar não é muito interessante, mas é sempre bom saber às vezes nem tudo o que parece é. Já estamos todos fartos de ver o José Castelo Branco com os seus tiques e por causa deles ter julgado a sua preferência sexual. Pois fiquem a saber que este senhor é muito mais esperto que o comum dos homens heterosexuais. "...Tudo aconteceu ontem, durante uma conversa entre a cantora, Castelo Branco e Ana Afonso, quando esta explicou aos companheiros que tinha posto silicone nos seios. O ‘marchand’ não fez por menos e, para sentir a diferença, apalpou as duas companheiras..." - esta notícia foi transcrita do Correio da Manhã de dia 17 de Outubro. Neste artigo entrevistam o namorado da Mónica que alega que a namorada só deixou aquela cena acontecer porque era o Castelo Branco e não um homem qualquer. "A um homem normal elas não o permitiam..." - diz o tipo. Continua a dizer isso a ti mesmo pá, ninguém gostaria de ser confrontado com a notícia que a sua namorada foi apalpada por outra pessoa.
Podem chamar muita coisa ao Castelo Branco, mas burro ele não é. Fico surpreendido com os feitos deste homem a cada dia que passa e dúvido ser o único. Cá para mim, José Castelo Branco soma pontos de popularidade e segue para a vitória no concurso. Será que o Castelo Branco se vai tornar no próximo herói pessoal de muita gente?

quarta-feira, outubro 20, 2004

Afinal não foi!

Nem sou muito de conversas futebolísticas, até porque não percebo muito do assunto, mas acho que desta vez o pessoal anda a exagerar, como de costume, sobre o caso deste domingo em que o Porto ganhou ao benfica por uma bola a zero. Quando vi o lance pela primeira vez também achei que o clube lisboeta até tinha sido prejudicado, mas dado ao facto de não haver nenhuma imagem de um ponto de vista mais esclarecedor teremos de nos contentar com as que temos:


Nesta imagem vemos que parte da bola ainda se encontra fora da baliza antes de o Sr. Baía interferir com a sua trajectória, logo não pode ser considerado golo, visto que a bola tem de se encontrar na sua totalidade a transpor a linha de golo. Ou ainda a seguinte imagem com mais pormenor técnico:


Claro está, que nenhum árbitro poderia ver esta bola a olho nu, daí as complicações formadas acerca de este lance. O àrbitro não marcou golo é porque não é golo e acabou-se! Até agora não houve nenhum árbitro que voltasse atrás numa decisão tomada durante um jogo. Era necessário haver cameras especialmente colocadas, ou um microchip na bola, ou qualquer outra sugestão estúpida que ouvi hoje e que já não me recordo para que fosse possível validar este lance a tempo de continuar o jogo. Daqui a uns tempos trocávamos os árbitros por robôs capazes e conhecedores de todas as regras de que consiste o futebol, lá iam ficar mais uma porrada de camelos sem emprego, integrados com polígrafos para detectar quando um jogador estava a mentir àcerca de um lance e que de seguida lhe aplicaria um valente choque eléctrico para este não voltar a mentir.

Querem marcar golos? Metam a bola toda lá dentro, como todos os outros meninos fazem! Não me parece nada complicado, visto do sofá... Parecem putos sempre a queixarem-se:
«Ó mãe, aquele senhor diz que a bola não entrou na baliza e eu estava mais longe do que ele e vi a bola lá dentro....» ao que a mãe responde:
«Já estive a falar com aquele senhor. Meu filho será que não foi ilusão de óptica? Viste mesmo a bola dentro da baliza ou contaram-te que estava lá dentro? Precisas é de ir ao oftalmologista mudar de lentes...»

Só mais apontamento em relação a este filme que durará pelo menos até ao próximo incidente em que o benfica seja não-benificiado de um lance qualquer que será polémico como o camandro, já sabemos! Deixo-vos com um comentário de um telespectador, que vi no rodapé de um programa desportivo esta semana:
«O Porto tem muita razão ao dizer que o Baía é o melhor guarda-redes do mundo. Os outros guarda-redes já nós vimos que defendem remates quase impossíveis de defender, o Baía defende golos! Scolari convoca o Baía... »

terça-feira, outubro 19, 2004

Nada a declarar

Há políticos que se safam sempre daquelas perguntas mais incomodas respondendo a outra pergunta que nem sequer foi colocada. Também há aqueles que resolvem ser mais dignos, menos chicos-espertos e soltam um grave "Nada a declarar" ao estilo in your face dos jornalistas presentes. Ficam todos ali pasmados, com cara de quem não sabe como reagir e de repente salta do meio daquele turbilhão de microfones uma pergunta ainda mais picada que a anterior. Nessa situação, o político ou ignora e continua a sua marcha ou pára e tenta identificar a pessoa que lhe fez essa pergunta com aquele ar de quem diz "Quem se atreveu a perguntar isso!? Se descobrir quem és, não vais durar muito...". Após a tentativa de identificação, que nem sempre é fruterifera, o político acusa o jornalista de má educação e alega que se recusa a responder a pessoas sem honra. Mais uma vez escapa-se sem responder à pergunta que lhe é feita fingindo agir de forma políticamente correcta.
O sr. Avelino Ferreira Torres resolveu tomar a atitude politicamente correcta quanto à sua estadia na Quinta das Celebridades. Em vez de ir a votos, como ele está tão habituado, e arriscar a ter de sair, como o resto dos concorrentes, resolve sair pela porta dos fundos sem dar muito estrilho alegando ter de ir fazer uns exames médicos. Assim sai a ganhar, sempre! Mostrou-se muito prestável, paciente, sensível, fez a sua publicidade, ganhou os seues eleitores, montou a casota dos cães, fez o seu exercício físico, andou a ver se as celebridades eram bem feitas e saiu antes que o mandassem para fora deixando a esperança de ainda voltar a entrar. Aqui está uma boa jogada política.
Pois é malta, temos de deixar de ver a Quinta das Celebridades como um programa de televisão ranhoso e sem interesse e o encararmos como um exemplo de serviço público do mais alto calibre. Haverá melhor maneira de juntar uma série de inúteis do mais alto nível e os trancar fora da circulação do país sem eles se queixarem? Parece que durante uns tempos, estamos safos de os encontrar por aí à solta...

segunda-feira, outubro 18, 2004

bye bye Bro

"Fui acompanhar hoje o meu irmão mais novo ao aeroporto. Vai para a Berlin durante duas semanas para casa de uma rapariga que esteve de visita em nossa casa durante este último ano lectivo. A minhã mãe também foi entrega-lo. Ficou por lá a tratar do check-in, as malas e o camandro, visto que pelos vistos ninguém do DSP se chegou à frente. Chegaram os últimos participantes desta viagem inter-escolar e entraram para a zona do free-shop despedindo-se dos pais presentes."

Como sou um tipo que gosta das coisas simples e bem contadas, esta é a minha versão. Para quem gosta de histórias mais do género Big Fish, aqui vai:

"Acordei cedo lá para as 5 da manhã porque ouvi um ladrar muito forte. Era o meu cão na sala a alertar porque passava alguém à porta de nossa casa. Abri a porta principal para que ele fosse ver o que se passava, fazer as suas necessidades matinais e aproveitei a companhia para ir fazer as minhas. Enquanto eu estava a mijar do muro para a rua ouvi uma voz e parei. Não escutando nada resolvi continuar o que estava a fazer. Ouvi a voz de novo e reparei que era de um peixe enorme que estava deitado em cima do meu carro. Pensei: "Como é que este gajo foi ali parar!?" Tentei falar com o peixe e ele não só me entendeu como me respondeu de volta. Pelo que ele me contou tinha ido parar ao meu carro com a chuva. Tinha chovido imenso naquela noite, o peixe que estava a morar num lago no Museu de Serralves, resolveu arriscar a subida das àguas e descer pela Avenida Marechal Gomes da Costa até alcançar o mar. Não o tinha conseguido ainda, porque tinha ficado demasiado ofuscado pela para-choques do meu carro e embateu nele ficando depois entalado entre o para-choques. A àgua agora tinha descido demais para ele poder descer pela avenida. Então estava pedindo socorro, pois não ia conseguir sobreviver muito mais tempo. Fui a correr buscar as chaves do carro peguei no peixe e fomos em direcção ao mar. Durante a viagem ele tossiu imenso, até pensei que ele não ia aguentar o caminho todo e de repente cuspiu para cima do banco. Parei o carro em frente ao Homem-do-Leme, peguei no peixe e corri em direcção à àgua. Atirei-o ao mar e enquanto ele ia a rodopiar pelo ar gritou: "Obrigado! Deixei-te um presente no carro... Splash!!!". Depois veio à tona e despediu-se no ar enquanto mandava um salto. Fiquei a pensar o que é que o palerma do peixe me tinha deixado no carro e quando cheguei à beira do carro acordei. Vesti-me, fui tomar o pequeno almoço, lavei os dentes e saí de casa. Quando entrei no carro olhei para o banco em que tinha estado o peixe e vi o que ele me tinha deixado. Um chocolate, que me podia ter caído da mochila no dia anterior perfeitamente, mas que vou continuar a dizer que foi o peixe que o deixou.
Fui para as aulas, esperei pelo professor/colegas e não houve aulas. Vi as horas, liguei à minha mãe e combinei que me encontrava com ela, para me despedir do Bernardo, no aeroporto. Quando cheguei o meu irmão já andava entusiasmadíssimo a fazer corridas de carrinhos de mão com os amigos dele. Em Junho, o Bernardo até escondeu o formulário que os meus pais tinham de ler e assinar para ele poder fazer esta viagem à Alemanha, agora estava frenético por mudar de ares durante uns tempos. A minha mãe organizou o resto da viagem, coisa que pelos vistos ninguém se tinha lembrado de fazer e os miúdos despediram-se dos paizinhos que por lá deambulavam. "...manda um abraço ao peixe por mim..." - diz o Bernardo, enquanto entrava para a zona do free-shop a acenar o mesmo chocolate que estava no meu carro no principio do dia..."

domingo, outubro 17, 2004

Não dá para acreditar

Mais uma história do camandro que vos trago. Desta vez a famosa história do assentador de tijolos, onde confirmamos que toda a gente tem o direito de ser estúpida, mas algumas pessoas abusam do privilégio.

"Sou assentador de tijolos. No passado dia 8 de Setembro estava a trabalhar sozinho no telhado de um edifício de seis andares. Quando terminei o meu trabalho, verifiquei que me tinham sobrado muitos tijolos, mais ou menos 250Kgs, e pensei que em vez de os descer à mão, um a um, decidi colocá-los num bidão que havia no terreno, que poderia utilizar com a ajuda de uma roldana, a qual felizmente estava fixada num dos lados do prédio, no 6º andar.
Desci para o terreno e atei uma corda ao bidão. Subi para o telhado e puxei o bidão para cima e nele pus os tijolos dentro que couberam todos. Voltei para baixo, desci a corda e segurei-a com força de modo a que os tijolos descessem devagar. Aí começou o sinistro. Como eu só peso cerca de 80Kgs, qual não foi o meu espanto quando de repente me senti içado no ar, saltei do chão, perdi a minha presença de espírito e esqueci-me de largar a corda. Acho que comecei a subir a grande velocidade. Lembro-me que na proximidade do 3º andar embati no bidão que vinha a descer (cruzei-me mesmo com ele) e isto explica a fractura no crânio e a clavícula partida. Continuei a subir, mas com menos velocidade, e só parei quando cheguei ao 6º andar e os meus dedos ficaram entalados na roldana. Felizmente que já tinha recuperado a minha presença de espírito e consegui, apesar das dores, agarrar-me à corda e soltar os dedos da roldana. Enquanto tudo isto se passava lá em cima, o bidão chegou ao chão com um grande estrondo e o fundo partiu-se e ficou sem os tijolos que se partiram e espalharam pelo terreno. Sem os tijolos, o bidão pesava mais ou menos 20Kgs. Como V. Exas podem imaginar e como eu ainda estava agarrado à corda lá em cima, comecei então a descer rapidamente, e próximo do 3º andar encontrei outra vez o bidão que vinha a subir, e isso explica as fracturas nos tornozelos e as luxações nas pernas, bem como na parte inferior do corpo. O encontro com o bidão diminuiu a velocidade da minha descida pelo prédio abaixo o suficiente para minimizar os meus sofrimentos, quando caí em cima dos tijolos que estavam no terreno. Felizmente só fracturei 3 vértebras. Lamento no entanto informar que enquanto me encontrava caído em cima dos tijolos, sem quase me poder mexer, olho e vejo o bidão lá em cima. Aí perdi novamente a minha presença de espírito e larguei a corda. O bidão, disseram-me depois, pesava mais que a corda e então desceu e caiu em cima das minhas pernas, partindo-as imediatamente. Só me lembro depois de ter acordado no hospital e só 3 dias depois é que consegui ditar a descrição deste acidente. Espero ter dado as informações detalhadas para poder ser indemnizado por V. Exas."

Imagino a cara dos colegas de trabalho deste tipo quando o foram visitar ao hospital:
«Ó Zé, porque é que foste fazer uma estupidez dessa envergadura? Pareceu-te boa ideia na altura, foi isso!?»

sábado, outubro 16, 2004

Gravatas para quê?

Não entendo porque são as gravatas um item necessário para um evento mais formal. Quem inventou a gravata? O que representa a gravata? Qual a utilidade da gravata? (Só sei da utilidade que um rapaz aplicou, assoando o nariz à sua gravata durante um casamento e ainda por cima quando o estavam a filmar! Vou ver se arranjo os direitos desse filme para por aqui.) Será que é uma determinação de estatuto social? Será que pelas diferentes cores, tamanhos, tipo de tecidos da gravata que se pode prever que tipo de pessoa a utiliza? Ou será que a gravata não é nada mais do que uma maneira de chamar à atenção o sexo oposto tal como os rabos inchados dos babuinos na época de acasalamento, como diria o Sir David Attenborough? E qual o padrão ideal de gravata para impressionar a nossa pretendida?
Estas eram algumas das perguntas que eu fazia sempre que os meus pais me obrigavam a utilizar gravata quando era mais novo. Farto de não saber porque tinha de utilizar um peça de roupa, se é que a podemos denominar como tal, que tanto me incomodava resolvi pesquisar a sua história. Fiquei a saber que os primeiros indícios do uso da gravata, remontam ao terceiro século A.C. (e ainda se usa isto?), mas o que originou o uso da gravata em grande escala em todo o mundo, foi a Guerra dos 30 anos, que devastou a Europa durante o século XVII, entre a aristocracia protestante. Boemia Protestante contra o sagrado império romano. O exército francês, pertencente ao primeiro grupo, tinha o seu exército formado quase que inteiramente por mercenários, que tinham como parte de sua vestimenta, um tipo de lenço no pescoço. O rei da Inglaterra, saindo do seu exílio na França, levou ao seu país a nova moda. A partir daí, o uso de gravata se espalhou por toda a Europa, ajudado pelo frio desse continente, já que aquecia o pescoço das pessoas.
Como é que um "trapo" ao pescoço de uma pessoa é de tanta importância? Pelos visto é assim ao longo de vários anos e não vou ser eu, nem quando for governante de portugal, que vou impedir o seu uso. De qualquer das formas um tipo lá se vê obrigado de tempos a tempos a ter de fazer o frete de fazer uso da sua gravatola para cerimónias mais formais. Infelizmente ainda temos o problema dos nós pela frente o que, para Oscar Wilde é como um grito do Ypiranga que os rapazes dão quando entram na idade adulta. “Dar um bom nó de gravata é o primeiro passo sério na vida de um homem”. Caso não tenham a sorte de ter um pai que faz nós de gravata perfeitos a dormir em pé ou ele esteja ausente de momento, aqui estão as instruções dos três nós mais usuais de gravata.